RSS
Post Icon

Como lidar com alcoolismo de seu conjuge parte 2

1. Não alimente o vício. Jamais

Vá comprar bebida a pedido de seu cônjuge! Se ele ou ela fizer chantagem emocional ou for ameaçador não se intimide, porque se a pessoa já se transforma quando ainda não está sob o efeito do álcool, imagine quando está! Saia de casa, dê uma volta, pegue na mão do cônjuge e ofereça para irem para algum ambiente salutar, uma igreja, uma capela ou um jardim. Aproveite essas ocasiões para conversar a respeito de que a bebida e o vício estão destruindo o relacionamento entre vocês e sua família. É preciso que ele acorde para a realidade.

2. Esteja preparado

Nunca se sabe o que pode acontecer quando uma pessoa está sob influência do álcool. Eu e meus irmãos já fomos deixados sozinhos ainda pequenos em uma praia sem nenhum responsável, sem saber o que fazer ou para onde ir. Lembro-me de chorar muito e, com certeza, por um milagre divino voltamos para casa seguros, mas não sem antes sentir o odor insuportável do álcool.

Portanto esteja preparado caso a pessoa viciada lhe abandone em algum local. Tenha seu celular carregado, algum dinheiro na carteira caso precise tomar um ônibus para voltar para casa. Se precisar de socorro ou se for parar em algum local desconhecido ligue para familiares e amigos.

3. Não use o vício do outro como desculpa para conseguir o que quer

Não se sente à mesa de bar com seu cônjuge, não ofereça algo que contenha álcool para ele, não use isso para se beneficiar de alguma forma, por exemplo: você sabe que seu esposo é alcoólatra e quando ele bebe fica mais “generoso” por assim dizer, brincalhão talvez. Mas também há momentos em que ele se torna violento e obsessivo. Não ache que será vantajoso deixá-lo bêbado só para conseguir algo em troca com maior facilidade. Esteja consciente que a bebida é destruidora, não adianta ter algo material se sua vida estiver em risco, até porque você nunca sabe o que pode acontecer num momento violento ou de perda de controle da outra parte!

4. Converse bastante e ore

Talvez você já tenha feito isso diversas vezes, mas conversar é necessário e orar ainda mais! Algo divino sempre acontece quando colocamos dobramos nossos joelhos e entregamos nosso coração a Deus. Obtemos resposta, direção e até milagres acontecem! Não estou dizendo que seu cônjuge vai se libertar do vício somente com a oração, orar é fundamental porque conseguimos ter auxílio do Senhor, conforto e direção, porém diversas outras mudanças devem ser feitas, inclusive da sua parte.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

0 comentários:

curti facebook

DEUS E FIEL

Google+ Badge

seja bem vindo voltem sempre

mapa

jesus me salvou